Você tampa a sua webcam?

Os incidentes e a segurança de dados pessoais sob a ótica da Lei Geral de Proteção de Dados
Março 24, 2021
As bases legais na Lei Geral de Proteção de Dados
Junho 21, 2021

Você tampa a sua webcam?

Em meados de 2016, uma simples foto do Mark Zuckerberg comemorando os 500 milhões de usuários do Instagram viralizou nas redes. Os internautas mais atentos perceberam que o MacBook Pro, do fundador do Facebook, possuía fitas adesivas bloqueando a webcam e o microfone.

Nos dias atuais, tapar a câmera do notebook é uma precaução necessária para os usuários mais preocupados com a privacidade. Mas ainda persiste a grande dúvida: quais são os riscos ao deixar a webcam do meu laptop sem nenhuma proteção?

Segundo a Mcafee, o RAT (Remote Administration Tool), também conhecido por ferramenta de administração remota, é um programa que dá a uma pessoa o controle total de um dispositivo de tecnologia, remotamente. Os RATs podem ser utilizados legitimamente, como nos casos onde um usuário precisa resolver um problema técnico em seu computador junto com o TI de uma empresa.

Entretanto, existem casos em que esta ferramenta pode ser utilizada para fins maliciosos, esses tipos de RATs são considerados uma categoria de trojan (ou cavalo de Troia), pois costumam ser baixados como se fosse um programa comum e legítimo.

A partir do momento em que o RAT é instalado no dispositivo da vítima, o hacker pode obter acesso a informações pessoais e, até, iniciar o processo de espionagem, ao acessar a webcam em tempo real, mesmo que a luz de led próxima da webcam esteja apagada, isto porque é possível a sua desativação.

Na California, um adolescente, Jared James , inseriu um trojan no computador da Miss Teen USA e a fotografou enquanto ela trocava de roupas, após, ele chantageou a vítima para que não tornasse as fotos públicas. Tempos depois, Jared se rendeu ao FBI e confessou ter invadido webcams de mais de 150 mulheres.

Além do risco de espionagem, por meio de acesso remoto, o aumento da utilização de computadores durante a pandemia, seja para trabalho home office, estudos ou para matar a saudade de um ente querido, é outro fator que reforça o cuidado com as webcams e microfones, já que eventualmente podemos esquecer de desativar estes dispositivos.

Quando se trata de cobrir a webcam não há necessidade de sofisticação, seja por meio de um post it ou um pedaço de fita isolante, ou até um “Tampa Câmera”; nesse contexto, o mais importante é seguir as medidas para nossa própria segurança cibernética.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *